12.4.14

[Poesiando] O jogo

12.4.14

Tu dá tantas voltas;
meu bem.
Me preocupa tua falta
de estabilidade

Mas quê posso dizer eu
quando estável
também não sou
De nada posso reclamar.

Quantos pontos já
não perdera
nesse jogo em
que sorte não existe.

Afirmo que precisamos
aprender em quais
peças mexer sem
o resto desequilibrar

Agora te pergunto 
meu bem:
Queres jogar?

4 comentários:

  1. Adorei a poesia, muito linda!

    Bjos
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Poesia perfeita! Expressa o quanto algumas vezes reclamamos dos nossos próprios defeitos, quando nos outros....
    É de sua autoria??

    **Te achei no Rotaroots*
    Beijoos

    subexplicado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tudo escrito aqui é meu, exceto os textos da coluna zofia que é de uma amiga minha :)

      Excluir
  3. Nossa, perfeito! Adorei esse clima de suspense no ar no final rs'
    Seu blog trás curiosidade!! É bom encontrar coisas assim por aqui... Beijinhos e parabéns pelo blog!
    http://escrituras-da-alma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©