21.3.15

Cronicando | Rota 404

21.3.15


        Este é o velho jeito de levar as coisas. Pegar uma estrada diferente e mudar de rotina cortando o caminho pra um local que nem você sabe ainda. Desse jeito dá para escapar da rota que é cheia de buracos, ou pelo menos, tentar desviar deles. Só que algumas vezes se cai neles, é quase impossível não cair pelo menos uma vez e aí, é preciso esperar alguém para ajudar a ajeitar tudo. São esses obstáculos no curso que nos fazem buscar atalhos para sair de todo aquele transtorno. Nem sempre é possível fugir, mas é necessário em alguns trajetos. Se não, hoje nem estaríamos na estrada. É muito desvio que acaba não dando em lugar nenhum e você se vê perdido no fim do mundo sem saber como voltar pro rumo certo.

21 comentários:

  1. Seus textos são tão inspiradores. Me identifiquei... Nos momentos em que se sentimos perdidos, o jeito mesmo é mudar seu caminho.
    Beijos <3
    http://ladystronger.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana!
    Agora estou começando uma nova fase da minha vida e me sinto meio perdida nesse mundo da faculdade. Estou tentando "pegar outros rumos", fazer mais amizades e tal. Vamos ver se essa estrada me conduz a um bom lugar :)

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo,
    às vezes eu me vejo em uma estrada, sem rumo, sem destino e às vezes essa estrada não me leva a lugar nenhum, muitas vezes perdida.
    seu texto definiu com clareza como me sinto muitas vezes.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Belo texto. Já fiz isso algumas vezes e peguei a estrada sem rumo, desvios, atalhos e até a estrada mais longa.. Em alguns casos, me arrependi, mas, em outros, foi prazeroso.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Uau, você escreve muito bem, parabéns guria.
    De fato, a vida é cheia desses buracos, mesmo que tentamos ao máximo nos desviar deles, é inevitável fugir de todos. Então a gente pega um caminho diferente e tentamos nos adaptar.
    Gostei bastante do seu texto <3

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana.
    Cada texto seu é inspirador. Me peguei pensando nos meus caminhos após a faculdade que já ta quase acabando, acho que estou meio sem rumo hehehe
    Beijos
    Carolina
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa eu adorei seu texto, na verdade gosto da maioria deles, são muito bons voc~e tem um belo talento. Parabéns :)

    www.floreioss.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. E qm nunca se sentiu sem rumo na vida? kk.. Muito bom o texto, parabéns! :D

    http://tedioescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana, tudo bem? Gostei bastante da crônica, é tão curtinha, mas nos faz refletir bastante. Parabéns!!! As vezes realmente temos que desviar o caminho para passar por novas experiências, mas as vezes a gente cai em buracos e é preciso de algo ou alguém que nos tire de lá. Mas cair faz parte da jornada.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  10. Sua crônica está um amor! Houve uma época que amava escrever, hoje, não consigo expressar mais nada, acho que ando tão vazia por dentro, que não sobrou nada do que falar.
    Continue viu ? Beijos

    ResponderExcluir
  11. Amiga olha eu gostei bastante da sua crônica
    Normalmente eu gosto bastante de ler sabe?
    Eu acho que são bastante reflexivas.
    Espero que venha a escrever mais, porque vou passar a acompanhar o seu cantinho viu?
    Já estou te seguindo.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/primeiras-impressoes-mais-pura-verdade.html

    ResponderExcluir
  12. Oii, tudo bem?
    Eu amo seus textos!
    Estou passando um momento em que estou tentando me desviar dos buracos e encontrar uma boa estrada :)
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  13. Oi Aninha,
    Gostei das suas reflexões. Às vezes nos perdemos no meio do caminho e às vezes precisamos nos reencontrar. Isso acontece várias vezes na nossa vida e infelizmente é inevitável. Parabéns pelo texto.

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. A imagem usada para estampar o post é de sua autoria? Se for, parabéns: ela é simplesmente maravilhosa, e ainda mais maravilhosa por ter sido combinada com palavras tão bem colocadas no parágrafo.

    Não sei para onde minha estrada está me levando, mas tenho gostado bastante do trajeto...

    O Único Jeito

    ResponderExcluir
  15. Olá
    Que inspirador, impossível não me identificar haha entendo totalmente o que você está falando nesse mini texto e nossa, serviu para mim nesse início de ano, muito bom ler coisas com que nos identificamos, adorei o post e o texto.

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Reality Of Books

    ResponderExcluir
  16. Gostei da sua crônica, e acho que me identifiquei de certa forma. De repente eu senti vontade de mudar algumas coisas na minha vida, cortar caminhos ou simplesmente mudar.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi, Ana! Gostei muito! Gosto muito da ideia de caminho/caminhada. Aprendi de forma bastante metodológica, na faculdade, sobre isso. O caminho é sempre incerto, mas a caminhada é uma só e ela sempre nos leva a alguma resposta. O bom da vida é que, se o caminho tá ruim, a gente muda a rota e acha outro melhor. Ninguém preciso ficar para sempre no mesmo caminho, também porque, segundo minha professora, "novos caminhos sempre levam a novas respostas". Enfim, gostei muito! Muito reflexivo :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bom?
    Adorei o texto e as analogias sobre os caminhos da vida. O que nos leva ao caminho certo? O que nos leva ao caminho errado?
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi.
    É esse esperar que os outros dêm um jeito em tudo que ferra com as coisas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. As vezes esses desvios nos levam para caminhos melhores. O interessante da vida são as infinidades de caminhos, destinos, lugares...
    Bjs, Isabella

    ResponderExcluir
  21. Mas esses desvios e esses caminhos são necessários, nos levam a aprender mais sobre a vida e sobre quem somos!

    Belo texto! Parabéns...

    http://joandersonoliveira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©