23.4.15

Crônica | Carta ao Adeus

23.4.15

         E é assim que acontece.

As músicas que estavam no topo das paradas são esquecidas e substituídas por outras; 
A grande tragédia nem é mais citada nos jornais;
O ganhador do grande prêmio do reality show desaparece;
E mesmo assim, a vida continua.

         Assim é conosco. Sentimentos são criados, alimentados e no final são descuidados e morrem.

E esse é meu adeus...

      Como uma música que nos fez dançar durante um tempo numa doce melodia que apesar de mudar era sustentada. Só que no fim, a harmonia desandou. Essa música se foi, assim como Nós. 

E o nosso (nós) foi desatado.

Era uma vez, um Laço.

17 comentários:

  1. Que lindo! Amei particularmente o finalzinho. Parabéns pelo blog, tá lindão, do conteúdo ao layout. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Genial. Que maneira rica e poética para discorrer sobre o óbvio, e ai o óbvio vai deixando de ser lógico para ser sentimento e causar sensações; se transformam em saudade, lembranças, dores, loucuras... enfim, texto genial! <3
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  3. AF, sempre me aprendendo! Que lindo, curto, porém profundo e tudo!!

    www.girlsmachine.com

    ResponderExcluir
  4. Ana lindo texto , é menina o tempo é certeiro em levar embora o que não cultivamos. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo seu texto, postei antes, mas acho que não concluiu então comentando para lhe dizer que em poucas palavras conseguiu transmitir muito sentimento.

    ResponderExcluir
  6. Sabe quando um texto diz tudo que a gente não conseguiu expressar por si próprio? É esse! Amei, Ana. ♥

    www.alemdaescrita.com

    ResponderExcluir
  7. Flor!
    Mais um texto lindo que você nos presenteia.
    Adorei. Lindo mesmo, me tocou e expressou alguns sentimentos que eu não consigo colocar em palavras.
    Parabéns.

    Beijos.
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana, tudo bem?
    Nem preciso dizer novamente que amo a forma que você escreve né?
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  9. Oláá
    Nossa, amei o pequeno texto, é impossível as coisas não passarem e mudarem, faz parte da vida, mas ás vezes é tão difícil e outras demora a mudar e nos corroi o sentimento que fica, simplesmente sensacional o textinho.

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Que texto lindo!
    Você conseguiu expressar em tão poucas palavras coisas que eu não sei nem mesmo entender.

    ResponderExcluir
  11. Que lindo!! Amo muito ver textos assim. Fico feliz em ver o talento de jovens como você! Meus parabéns lindona! <3

    Abraço!
    www.pensamentosvalemouro.com.br

    ResponderExcluir
  12. Hey, tudo bem?

    Adorei o texto, principalmente por conseguir capturar esse sentimento de como tudo na vida é passageiro. Parabéns.

    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  13. Que lindo!!
    Parabens menina, como você escreve bem, que lindo... Amei as suas palavras, poucas, mas verdadeiras.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  14. "as coisas mudam, amigos vão embora e a vida não para para ninguém"

    Amei suas palavras.

    ResponderExcluir
  15. Adorei o texto, parabens voce escreve muito bem

    ResponderExcluir
  16. Texto muito lindo! *-* o final foi a parte que mais me tocou.

    ResponderExcluir
  17. Que lindo Ana!!!
    Adorei o trocadilho de palavras! Minha profª de declamação de poesias ia morrer de alegria com seu texto! =3

    Eu, Tu, Nós | http://eutunos2.blogspot.com.br
    Bjoos!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©