18.4.15

Crônica | A Felicidade é Egoísta

18.4.15

      “A Felicidade é egoísta! ” Disse o Poeta. “Já a Alegria é cheia de pureza. Livre de qualquer resquício de egocentrismo. Deveríamos banir a Felicidade! 

       Logo, a Felicidade se pronuncia. “Sem a minha ‘impureza’, como o Sr. Diz, não verias que a Alegria te acompanha sempre. Tu que não se importas.

Como ousa falar tal coisa? ” O Poeta indaga. “Se acha tão importante. ”

Não digo por me achar coisa alguma. ” A Felicidade responde “Apenas falo a verdade. Me acompanhe. Sem os meus pequenos momentos, pensarias que a Alegria é parte de mim. Quando na verdade, ela vai além. Imagine, você me sente quando consegue estar perto de alguém que gosta, por exemplo. Naquele momento você é feliz por finalmente estar ali. Dias depois, eu já me fui, só que ao ver essa pessoa, você percebe a Alegria brotar por ainda estar com esse alguém e Ela sim continua. Quer dizer, se é que você consegue sentir algo depois da fase que Eu proporciono. Enquanto a Alegria fica, eu vou para vagar por aí, dando mínimos momentos. Você, meu caro, pode ser feliz sem estar alegre, mas eu fujo e depois o vazio se instala ou o meu sentir remói na sua pessoa e a mentira da felicidade se instala.

Já que você conhece tão bem a Alegria, onde está ela pra te apoiar?” O Poeta ironiza. 

Alegria não estar aqui não tem nada a ver comigo. Ela não está aqui porque o Senhor não a quer. Desejas somente o pequeno prazer de me derrubar, mas sinto te informar que em breve sairei daqui. Não importa o quanto tente me segurar. E você? Ficará aos cantos enquanto eu não volto. Ah! E por que a Alegria não veio? Simples! Ela independe de mim. Eu prefiro ser solitário. Não finco raízes, ela não. Ama acompanhar os viajantes da vida. Sempre Feliz e sempre Alegre.” 
        A Felicidade deixa-o e o Poeta desolado começa a chorar.
Será que a Tristeza agora veio para ficar?

12 comentários:

  1. Que texto maravilhoso ♥ To encantada com a forma da escrita, e a leveza com as palavras. Adorei, mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Oi Flor!
    Que cronica linda!
    Fiquei arrepiada com o diálogo da felicidade. Simplesmente amei.
    Você tem muito talento, mas acho que já devo ter comentado isso inumeras vezes aqui ehehee
    Parabéns.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Um passeio em cada letra, um encantamento em cada vírgula e uma delícia em cada palavra! Parabéns pela crônica!!

    http://joandersonoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ana! Gostei muito do jeito como escreveu esse texto, me lembrou textos clássicos! Achei que ficou muito poético e suave, por mais que os personagens sejam contundentes, especialmente o Poeta. Adorei a Felicidade, o jeito otimista e todo eloquente dela *-* Adoro lições que são assim, a gente lê e fica com um sorriso bobo na cara. Parabéns! A cada dia que venho aqui para ler seus textos fico mais encantada com o seu trabalho e a sua suavidade poética! <3

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oláá
    Que texto lindo, eu adorei e é impossível não fica vibrado enquanto lemos.
    Adorei o post ;)

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Uau!!! Sua escrita é muito linda Gaby! Emocionada aqui sério!!! <3 <3 É tão bom quando a gente encontra pessoas com talento assim. Fico feliz =D

    Escolhas, escolhas, escolhas... Temos que pensar bem antes de fazê-las.
    Um grande abraço!

    Vanessa Vieira
    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana, tudo bem?
    Sempre gosto de ler suas crônicas, e esta especialmente me levou a refletir e tudo escrito é muito verdadeiro e comecei a divagar sobre muitas coisas que passaram.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Menina, que talento, que incrível!
    Parabéns.
    É uma baita de uma reflexão que normamente não fazemos.
    Você brinca muito bem com as palavras, consegue tocar profundamente o leitor.
    Estou fascinada.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  9. Tão radical banir a felicidade, o que iria nos empurrar todos os dias numa corrida desenfreada para ser feliz?
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Achei o texto muito belo, leve e gostoso de se ler, estou encantada por ele :)

    ResponderExcluir
  11. Hey, tudo bem?

    Adorei o seu texto e a reflexão entre as diferenças entre a Alegria e a Felicidade, e realmente: é necessário a presença das duas.

    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  12. Minha nossa Ana que texto incrível!
    Não sei nem o que falar... Adoro as suas crônicas, sempre acompanho o seu blog, mas essa... essa é a minha preferida até agora.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©