25.5.15

Conto | Show de Devaneios

25.5.15
Foto por youreyestellies

Silêncio! O show está para começar...

Ou começou?

         Devo-lhes informar senhoras e senhores, o show já começou e vocês estavam participando sem perceber. Me desculpe antes de mais nada, mas foi preciso iniciá-lo antes do previsto para ser valorizado da forma correta.

1...2...3... 
teste...som.

         Esse espetáculo é a representação da nova chance. Uma válvula de escape. Nem todos estavam à espera, mas o que faria um espetáculo se não uma surpresa? A reviravolta é o que causa o espanto de quem vê, o susto é bom em algumas situações.

Mas aí o espectador vira e pergunta, 
onde está o protagonista?


         Tire a venda que existe nos seus olhos e você o enxergará, deixe que seus olhos vejam. A dica é: quase nada está explícito. Procure, se deixe instigar e acharás. O pior cego é aquele que não quer ver. O protagonista está por trás de tudo isto, o espetáculo é ele, não quero dizer literalmente, mas ele está aqui. Observa tudo de perto, vê se está tudo sendo orquestrado da forma como fora planejado.

Como assim? 
Ele não vai aparecer?

         Essa é a parte boa. Não, quer dizer... talvez não apareça, é quase certeza de que ele será apenas o diretor e observador de tudo isto. Porém, não significa que ele não vá estar em contato com vocês, é como eu disse anteriormente, o.b.s.e.r.v.e tudo. 

Ok, mas quando iremos saber que o show acabou?

       Aqui nada tem fim. Apenas o simbólico e este, vocês saberão pelo fechar "final" das cortinas, mas lembre-se, este será só um representativo do fim, nem ele pode ser definitivo.

Estranho.
E você quem é?

       Sou apenas mais um admirador, um bode expiatório, o que observa e cuida de tudo. Estarei por perto em caso de dúvidas, mesmo acreditando que todos vocês já entenderam como o show está acontecendo. 

        Não se esqueçam de suas máscaras embaixo de cada um dos acentos, dado o sinal, vocês devem colocá-las, participando assim do espetáculo e também se sentiram na pele dele. É isso. 


O show começa. Aliás, continua.

9 comentários:

  1. Texto espetacular! Alguns textos parecem falar com a gente e esse tire a venda dos seus olhos foi tudo!
    As vezes as coisas estão nas nossas caras e não queremos enxergar,
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Metafórico e espetacular! Você tem uma veia literária latente, se tão jovem já escreve tão bem, imagina daqui a alguns anos? Quando lançar um livro, estarei na fila de autógrafos!
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ih, seu blog mudou! Eu ainda não tinha visto. Adorei, está lindo :)
    E sobre seu texto... Vamos todos nos assumir como protagonistas das nossas vidas! Tomar as rédeas, sair da posição confortável (mas mortal) do "deixa a vida me levar".
    Um beijo!
    www.literasutra.com

    ResponderExcluir
  4. Olá. Parabéns pelo texto, ficou muito bom! Gostei muito das metáforas que você utilizou ;) Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oláá
    Lindo texto e tema, gostei de ler isso, me distraiu um pouco, seu blog está lindo ;)

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Muito divertido o texto, gostei da interação na medida que fui lendo! Parabéns

    ResponderExcluir
  7. Um texto brilhante e inspirador! No espetáculo da minha vida eu mesmo as vezes não sei se estou no palco ou na plateia.

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana, tudo bem?
    Como sempre devo repetir: você escreve muito bem, mas dessa vez não consegui me conectar com o texto...acho que não entendi kkkk
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana.
    Como sempre, um belo texto!
    Parabéns pela sua escrita cada dia mais linda.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©