27.7.15

Resenha | Soldier

27.7.15

Olá você! Cá estou eu com a resenha desse livro amor, maravilhoso chamado Soldier. Vamos?

Soldier nos contará a história de Stanley que mora somente com seu pai Da viúvo, pois seu irmão Tom está na França (na guerra). O problema é que Da depois de sua esposa falecer, se fecha para o mundo e inclusive para os filhos. A única companhia de Stanley é a cadela 'de raça' Rusty. Um dia, a cadela escapa de casa e volta prenha de um cachorro "vira-lata" e Da acaba rejeitando os filhotes. Um deles, nomeado Soldier (em uma homenagem a Tom que é soldado) quase morre pois é bem fraco. Ele é o único dos filhotes que continua com Stanley, contrariando a vontade de seu pai. O problema começa quando Da ameaça afogar o bichinho.

Em dado momento da história, Stanley foge de casa para se alistar no exército, mesmo tendo somente 13 anos ele consegue. O objetivo dele lá dentro é ir para França e assim encontrar seu irmão. Lá dentro ele acaba indo pra parte de adestramento de cachorros mensageiros. 

Soldier
Sempre tive o pé atrás com livros/filmes envolvendo cachorros. Parece que existe o padrão de em algum momento o pobre bicho vai sofrer alguma coisa ruim. Comecei esse livro e quase parei por isso haha. Só que durante a leitura fui percebendo a profundidade da história. Não é só mais uma contando a história de um cachorro. É um livro onde vai ser mostrada a lealdade e a amizade que um cachorro ("animal irracional eles dizem") pode ter com o homem. E inclusive, em um momento tão terrível quanto a guerra. Sério, esse livro me surpreendeu em vários aspectos. 

Soldier
Soldier
A narrativa é na terceira pessoa e ela mistura a ficção com relatos oficiais da Primeira Guerra Mundial, onde eles começaram a recrutar os cães machos da população pra desenvolverem o projeto de cães mensageiros. Assim, eles "poupavam" a vida dos soldados em momentos críticos, onde era necessário o contato de equipes relativamente distantes no campo. A escrita da autora é fluída e ela te prende na leitura. A forma como as coisas acontecem te fazem querer continuar e continuar, daí quando você vê, acabou. 

Ele é dividido em três partes. Stanley se alistando, durante e "pós" combate. O plot aqui é muito louco minha gente. Chorei até não poder mais, sério... Em vários momentos o livro me emocionou. Foi interessante a forma como a autora usou fatos reais na ficção. Os inícios de capítulo tem uma "data" e o título é o local onde a narrativa se passa. Eu achei a diagramação maravilhosa. Sem mais.

"Se um cachorro o ama, ele vai fazer qualquer coisa por você. Se ele te ama, ele vai sempre voltar pra você."


12 comentários:

  1. Eu achei a história do livro muito bonita. Mesmo assim, não senti desejo de ler a obra. sua resenha, como sempre, ficou fabulosa.

    ResponderExcluir
  2. Oláá
    Adorei a resenha, ainda não li o livro mas parece ser bem interessante por envolver fatos da guerra e tudo mais, espero poder ler e tirar minhas próprias conclusões haha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ana eu amo livros com cachorros mas sempre desando a chorar, a fidelidade e carinho de um cão é sempre comovente, olha a carinha desse cachorro na capa já me apaixonei menina. Quero muito ler com caixas de lenços de papel . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Ana, eu também tenho o pé atrás com histórias que colocam animais, pois sempre tem essa parte que eles vão sofre muito. Esse livro, por exemplo, me lembrou Cavalo de guerra. O medo é que os autores explorem nosso amor pelos animais para conseguir nos emocionar.

    Bom, estou com esse livro aqui para ler, espero não me decepcionar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu não tenho um pé atrás e sim dois, sua resenha está muito boa, entretanto também não senti nenhum desejo de iniciar está leitura, acho que já me decepcionei o bastante com historias de cachorros, quem sabe um dia eu possa ler.
    Abraços!!!
    A Nerdologia

    ResponderExcluir
  6. Eu não tenho um pé atrás e sim dois, sua resenha está muito boa, entretanto também não senti nenhum desejo de iniciar está leitura, acho que já me decepcionei o bastante com historias de cachorros, quem sabe um dia eu possa ler.
    Abraços!!!
    A Nerdologia

    ResponderExcluir
  7. Quando eu vi o livro confesso que não me interessei muito pela leitura, e apesar do enredo não ser bem o meu estilo literário, eu realmente acho que vou dar uma chance para a história.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha ficou linda, mas eu ainda não consegui me interessar pelo livro. Tinha um pouco de pé atrás, assim como vc, com esse tipo de livro. Daí fui ler A História de Edgar Sawtelle. A presença dos cães também é importante para o desenrolar dos fatos. Parecia ser bom, mas foi maçante demais!! Fiquei com mais trauma depois dele. Hehehehe

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  9. Oie!!!

    adorei sua resenha, mas não sei... esse livro não me chamou muito a atenção; acho que deve ser até legal porém ainda tenho receio de arriscar.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Ana!!!
    Amei a sua resenha menina...
    Eu não conhecia a história desse livro, mas havia me apaixonado pela capa do mesmo. Menina pensa na pessoa que amou a ultima frase que deixou aqui.
    Quero muito ler!!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  11. Oi!! A história parece ser bacana, mas não senti aqueeela vontade de ler o livro! A capa sem dúvida é muito linda e sua resenha ficou bacana também. Mas acho que daqui a algum tempo eu mude de ideia!

    Abraço!
    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
  12. Também tenho receio de livros de animais, fico muito emotiva quando algo terrível acontece. Beijos :)

    Vanessa | http://closetdelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©