19.2.16

Resenha | Mil Pedaços de Você

19.2.16
Mil Pedaços de Você


Hoje a resenha é de Mil Pedaços de Você. O livro vai nos contar a história de Marguerite - sério, qual é a dos autores de colocar nomes estranhos nos personagens? - Ela é filha de dois físicos, Sophia e Henry Caine, que construíram o Firebird. O Firebird é um dispositivo que consegue fazer matéria viajar entre universos paralelos, dimensões. Até aí ok, a problemática no livro já é mostrada no primeiro capítulo quando o pai da Marguerite morre em um acidente de carro. Tudo indica que ele foi assassinado e o suspeito do crime é Paul, um dos prodígios dos pais de Marguerite e considerado um filho por parte deles, o que aumenta muito mais a atmosfera de traição que a autora quis proporcionar.

Nessa suspeita, Theo - mais um prodígio dos físicos - considera ir atrás de Paul - que fugiu com o Firebird - em outra dimensão com alguns dispositivos "protótipos". Mas é claro que nossa querida protagonista não ficaria para trás certo? Certo. Nisso, os dois começam a jornada a procura de Paul pulando de dimensão em dimensão.

A história tinha tudo para ser um dos meus livros favoritos do ano, mas sabe quando um livro tem uma história boa, mas que não te surpreende tanto? Foi isso que aconteceu entre mim - vejam bem, EU - e Mil Pedaços de Você. A narrativa é feita em primeira pessoa pelo ponto de vista da Marguerite. A leitura é rápida e até cativante, quanto a isso não tive nenhum problema. O problema foram os plots, as reviravoltas. Um deles inclusive foi bem no início da leitura, o que eu achei arriscado por parte da autora e os outros foram previsíveis, pelo menos pra mim.

O livro tem um ritmo interessante no desenvolvimento da história. O fato de envolver viagem entre dimensões foi bem fantástico. Fiquei um pouco decepcionada com o romance que se formou porque eu shippava outro casal, mas eu supero um dia haha. Os personagens são bem trabalhados e úteis durante toda a história, isso tirando a irmã da Marguerite que no todo é só um mero enfeite nesse livro.

Mil Pedaços de Você não foi o livro que eu esperava, mas também não foi uma leitura desperdiçada e pretendo continuar a trilogia.

"Você só cruza a linha da maturidade na primeira vez em que sofre uma mudança que é eterna."


4 comentários:

  1. Parece interessante. Gosto dessa coisa de dimensões, fiquei curiosa para saber como elas são descritas.

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem ?
    Indiquei sei blog para o premio dardos, sigo seu blog e sei que é merecedora.
    Um beijão, para ver sua indicação só clicar

    http://alivross.blogspot.com.br/2016/02/premio-dardos-premiacao.html

    ResponderExcluir
  3. Olá, ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas estou com outro livro da claudia aqui, se gostar de sua escrita já vou correndo para este!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  4. Não sabia que tinha mais livro, ultimamente vi muitos comentários a respeito dele, porém não chamou muito minha atenção. Acho que devido ao fato de ter outras dimensões, não sei.
    Por isso que por enquanto não pretendo ler ele.
    Beijos
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©