23.5.16

Resenha + Sorteio | O Povo Contra O.J. Simpson

23.5.16
O Povo Contra O.J. Simpson
Recebido em parceria com a DarkSide Books


O Povo contra O.J. Simpson nos traz o caso do ex-jogador de futebol americano Orenthal James Simpson que foi acusado de matar a ex-mulher Nicole Brown e o amigo dela, Ronald Goldman

O caso ronda o assassinato de Nicole quando voltava de um passeio com o amigo para a sua residência em Brentwood. Para vocês terem noção o "assassino" quase a decapitou e o amigo levou inúmeras facadas. Um casal de vizinhos que passeava com seu cachorro viu o Akita de Nicole latindo na frente da casa - ele estava com as patas sujas de sangue - e chamou a polícia. O.J foi o principal suspeito porque o relacionamento com a ex-mulher foi extremamente conturbado, a polícia na época do casamento foi chamada a casa deles 8 vezes, OITO vezes. Em uma delas, Nicole decidiu o denunciar pela agressão – posteriormente ela retirou a acusação - e olha o que o nosso acusado falou para o policial:

“Eu não bati nela. Só empurrei ela da cama. Vocês já vieram aqui oito vezes e agora vão me prender por causa disso? Isso é assunto de família.” – página 66


O Povo Contra O.J. SimpsonO Povo Contra O.J. Simpson

O.J é o típico atleta famoso que tem uma história "triste" por trás de seu sucesso e que depois de consegui-lo usou isso da forma errada. O livro nos mostra uma faceta do ex atleta que muita gente não conhecia - o de agressor - e que na verdade, acabou sendo ignorada durante o caso. 

E aí começa um caso que repercutiu muito nos Estados Unidos, inclusive em uma perseguição que foi transmitida ao vivo - foto abaixo, O.J estava em um Bronco dirigido por A.C. Cowlings e foi seguido até se entregar na sua casa. Dentro do carro ele estava com uma arma apontada para a cabeça dizendo que iria se suicidar. 

"Mas o advogado havia falado com seu cliente em potencial e avaliado os indícios que pesavam contra ele. Em última análise, o problema de Cochran com o caso Simpson era simples. 'É um caso perdido', disse Cochran." - página 23

O Povo Contra O.J. SimpsonO Povo Contra O.J. Simpson

Sinceramente, quando fiz a leitura só conseguia ver o quão culpado ele era, mas junte uma promotoria com medo da mídia negativa - pelo acusado ser negro e famoso - e uma defesa que sabia manipular muito bem a Mídia e até mesmo o caso em si e aí você tem como resultado um acusado de homicídio duplo, livre. 

[Chamada de Nicole pro 911/25/10/1993] [...] "Ele voltou. Por favor. É o O.J. Simpson. Vocês já devem ter a ficha dele aí. Dá pra mandar alguém pra cá, por favor? 
[...] 'Certo, fique na linha', respondeu a atendente. 
'Não dá. Ele vai me enfiar a porrada.', disse Nicole, respirando fundo para tentar se acalmar." - página 282


O pior é que ao longo do caso, você percebe que ninguém mais se interessa se ele matou ou não a Nicole e o Ron. Todo mundo focou no fato de ele ser negro e estar "sendo acusado injustamente". As provas apontavam que ele era o culpado, havia sangue de Nicole no carro dele, uma luva foi encontrada caída na cena do crime e o sangue dentro dela era dele – pois o assassino teve a mão machucada – o outro par da luva estava no quarto do O.J. Precisa de mais? Não né?
 
O Povo Contra O.J. Simpson 
Sabe aquele erro judiciário que você tem vontade de chegar nos Estados Unidos batendo o pé e falando "ACORDEM! TEM DUAS PESSOAS MORTAS E NITIDAMENTE ELE É O CULPADO!" Vários erros foram cometidos durante o julgamento - tanto pela acusação quanto pela defesa. Manipulação de provas, acusação de que policiais que eram racistas (inclusive se concentraram muito nisso, às vezes parecia que o caso entra contra o policial), entre outros. Foram muitos, de verdade. O.J Simpson acabou inocentado dessa acusação de assassinato, mas voltou a cadeia por outras coisas menores: roubo à mão armada, sequestro e formação de quadrilha. POIS É!

"Assim como fizera em 1989, quando a polícia veio atrás dele por espancar Nicole, ao ser procurado pelas autoridades em 1994 por assassiná-la, O.J. Simpson agiu da mesma forma: desaparecendo." - página 104


A narrativa do livro é muito boa, você se vê preso para saber o que aconteceu, mesmo que para mim o fim dessa história tenha sido frustrante. O autor – o jornalista que cobriu o caso - trabalhou muito bem seu jogo de cintura, ele mostra os dois lados da moeda de forma fantástica sem se esquecer do que ele próprio acredita.
Acredito que se você gostou dos outros livros da série Crime Scene da DarkSide, esse é mais um que você vai adorar! E se você nunca leu nada dessa série, TÁ ESPERANDO O QUE? A edição, como vocês puderam ver pelas 300 fotos que eu tive de tirar, é fantástica! Dá todo um conceito durante a leitura! Incrível!

A melhor atuação do O.J. Patético! E a luva cabe perfeitamente!

 


Também gostaria de falar da série American Crime Story (Sim, do mesmo diretor de American Horror Story), lançada no início do ano, que na sua primeira temporada adaptou o livro para o formato. A atuação de todos é IMPECÁVEL, a escolha dos atores assusta pela semelhança na aparência (Cuba Gooding Jr., Sterling K. Brown, Sarah Paulson, David Schwimmer, John Travolta, Courtney B. Vance e outros.) A adaptação ficou fenomenal, eles basicamente seguem o livro do início ao fim. O seriado tem 10 episódios de 45/50 minutos. 




SORTEIO no Instagram!

Como eu quero que vocês conheçam o caso a fundo, vai rolar sorteio do livro lá no Instagram do blog @belapsicose

  •  REGRAS: 
- Seguir o Instagram do Blog e da Darkside
- Comentar na foto OFICIAL marcando três amiguinhos
- Sorteio no dia 02/06/2016

Fácil né? 

15 comentários:

  1. Olá, Ana. Um charme o seu blog! Bem, eu não sou muito ligada em biografias, digamos assim, mas é interessante esse livro porque fala justamente sobre violência doméstica, algo que naquela época, não era levado "tão a sério", como é hoje. A mulher sempre vai ser o lado mais frágil e infelizmente, muitos homens abusam disso. A injustiça me deixa indignada com esse tipo de coisa, mas o que nós podemos fazer? O livro parece ser muito legal por se tratar de um fato real e que retrata além de tudo, o nosso dia-a-dia. Quantas vezes vemos mulheres mortas por seus ex-companheiros? É um assunto para se pensar.
    Amei a resenha, o blog, tudo! Estou seguindo!
    O Reino Encantado de uma Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou muito de ler biografias, mas o livro me atraiu por ser um caso real e de assassinato. Dá uma chance ;)

      Excluir
  2. Olá,

    Depois da sua resenha a minha curiosidade para ler essa série só aumentou, sério. Gostei muito da premissa do livro que menciona o quanto o julgamento pode ser influenciado pela opinião da mídia, o que infelizmente é algo recorrente. Gosto muito do trabalho da darkiside e pelas suas fotos dá para ver que eles não economizaram na quantidade de fotos e dos relatos dos fatos que sabem introduzir ao leitor a essa investigação tensa do começo ao fim. Só tenho medo do final me decepcionar, apesar de já ter uma ideia do que pode ter acontecido. De qualquer forma, vou correr para comprar minhas edições dessa série o mais rápido possível. Realmente, fiquei muito interessada com a história. Quanto a série American Crime Story, vou ler o livro primeiro e depois conferir os episódios, fiquei igualmente interessada também. Parabéns pela excelente resenha.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até citei o fim do caso porque repercutiu bastante, mas você vê tudo o que aconteceu até chegar ali...

      Excluir
  3. Olá Ana tudo bem, uma leitura bem ousada, não é o tipo de livro que me atrai, mas fiquei bem curiosa com a sua resenha e isso instigou minha curiosidade. Eu vi essa história bem por cima, mas nunca procurei saber como ela se desenrolou. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  4. Oioi! Tudo bem?
    Nossa, não conhecia o livro e que livro mais intenso.
    A historia é bem forte e fiquei curiosa para saber de tudo.
    Ainda bem que a leitura fluiu facil e achei a disgramaçao linda, a editora como sempre arrasa nesse quesito ne?!
    Depois vou tentar o sorteio, quem sabe ne?!
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Oie
    muito legal a edição do livro e ainda não conhecia, gostei da dica e do enredo, vou anotar e sua resenha ficou muito legal,

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Acho que não posso ler esse tipo de livro, fico muito nervosa com a injustiça toda...
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  7. Esse livro carrega tanta coisa a ser discutida. Não conhecia a história, mas é tristemente interessante. Adorei sua resenha, ótimas observações. P.S.: O Livro é lindo.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá, acho eles livros jornalísticos de grandes crimes bem bacanas, ainda não li nenhum dessa coleção da editora, mas morro de vontade principalmente pelo capricho com a diagramação que ela tem *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  9. oi ^^
    pow já tinha ouvido falar por alto dessa história, mas nunca acompanhei de perto algo sobre ela. fiquei bem interessada no livro. sem contar que a darkside sempre arrasa nos lançamentos. acho que vale a pena dar uma olhada Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bem? Vi sobre a série no início e também achei incrível a semelhança dos personagens. Confesso que não sabia que existia um livro sobre, e pelas suas fotos ele chama muito a atenção, pela capa, pelas fotos, foi muito bem escrito. Fiquei curiosa para lê-lo. Vou participar sim do sorteio, imagina se ganho rs Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
  11. Olá, que resenha incrível...adorei.
    Não sabia muito bem sobre o que se tratava essa obra e achei interessante a temática abordada. A diagramação da editora está incrível, afinal é qualidade DarkSide, não poderia ser diferente.

    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ana!
    Nossa como esse caso é famoso! Sempre há referência sobre ele na mídia. Mas eu não conhecia os detalhes que você destacou na resenha. Não sabia que as provas eram incontestáveis. Poxa! Esse é o tipico caso de violência contra a mulher que fica por isso mesmo devido a fatos que a sociedade tolera, fecha os olhos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. MINHA NOSSA! Você me fez ficar interessada por um livro pelo qual até agora eu torcia o nariz. Justamente por nunca ter dado atenção ao livro, eu não sabia direito sobre o que ele era. Sabia o básico: o caso de um assassinato. Mas não fazia ideia de que havia todo esse caso e mídia manipuladora envolvida. SOCORRO, eu quero MUITO esse livro!!! Hahahah

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©