28.9.16

Resenha | A Garota Sem Passado

28.9.16

A Garota Sem Passado traz a história de Meg Miller. Quando tinha apenas 2 anos, na noite do dia 22 de Setembro de 1991 – inclusive, o dia que eu terminei de ler o livro – sua mãe Allie Miller é assassinada depois de uma festa na casa. O suspeito é o pai e marido Ramsey Miller, já que no mesmo dia ele desapareceu, levando consigo a filha. 

O que todo mundo da cidade de Silver Bay acha é que Ramsey e a filha morreram.

"Ele não deveria ter ido até ali. O passado era como um peixe tirado do mar: escorregadio e nunca tão bonito quanto você imaginava." - p. 94

O que ninguém sabe é que ela agora com 17 anos, vive com os “tios” Wayne e Kendra na cidade de Fredonia com um novo nome: Melanie Denison. Ela entrou junto dos tios em um programa de proteção a testemunha. Com eles, ela vive uma vida cheia de regras, nada de internet, nada de se expor demais. Porque sempre existe o perigo de Ramsey vir atrás dela.

A Garota Sem Passado

A primeira problemática da história é que Melanie se envolve com um dos seus professores, Philip e acaba gravida. E agora, ela decide que não quer que seu filho/filha viva com medo, como ela nos últimos anos de sua vida. A jovem acaba voltando para Silver Bay com a intenção de fazer o que ninguém até agora conseguiu: encontrar seu pai.

"Esse não é o problema de todos nós? A maldita falta de tempo." - p. 93

Bom, esse livro foi uma grata surpresa. Pelo tamanho, fiquei com um pouco de medo da história não ser tão bem desenvolvida. Já que a maior parte das histórias de suspense/mistério são bem grandes. Mas ainda bem que eu estava enganada.
A narrativa é feita na terceira pessoa e os capítulos intercalam o ponto de vista da vida da Melanie no presente e de Ramsey no passado (em 91). Mas eu acho que o ponto de vista de Melanie vem desde o início porque nas ultimas páginas ele é importante, mas se não fosse por isso, não seria necessário. Ou poderia ter começado mais no final do livro.


A Garota Sem Passado

A escrita é muito interessante e fluída. Os capítulos são curtos, mas a história foi tão bem pensada que eles suprem toda a necessidade que o enredo precisa. As reviravoltas são ótimas, eu pensei em duas possibilidades, uma delas se aproximou em alguns aspectos do que o autor escreveu. Fiquei bem surpresa com a desenvoltura dele, tanto dos personagens quanto da narrativa em si. Claro que alguns personagens secundários poderiam ter sido excluídos da história, mas nem tudo são flores né? Fora isso, embora a conclusão tenha sido ótima, fiquei um pouco triste com a impressão que tive. Mas não vou contar pra não dar spoiler. Caso você tenha lido, me contate e vamos debater. 

Se você curte uma narrativa rápida, mas ao mesmo tempo instigante e de romance policial, A Garota Sem Passado é o livro pra você! 

"Enquanto julho virava agosto, que virava setembro, ele começara a sentir, com frequência, uma certa carga elétrica no ar, como se uma tempestade fosse iminente mesmo nos dias de céu azul." - p. 99



15 comentários:

  1. Confesso que não é um gênero que eu curta mas eu tenho que confessar também que amei sua resenha. A forma como expôs a história, simples e direta eu adorei. Parabéns, irei colocar na lista.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oii!
    Eu já ouvi falar muito bem desse livro, mas ainda não li! A sua resenha me fez relembrar dele e trouxe de volta minha vontade de ler. rs
    Adorei!^^
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  3. Hey, Ana!
    Minha experiência com o gênero não é das melhores. Mas sua resenha me deixou curiosa sobre se o pai da Melanie é mesmo culpado do crime... rs.
    Que coisa mais terrível! A menina já está em uma situação bem tensa, daí engravida do professor? Essa narrativa deve ser mesmo cheia de surpresas! kk.
    Mil beijokas :* entreumlivroe-outro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi. Conheço o livro, mas não consegui me identificar com o enredo, por isso, deixei a leitura de lado. Que bom ter sido uma grata surpresa para você.

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Desconhecia a obra e fico feliz em saber que mesmo pelo tamanho conseguiu ser uma grata surpresa.
    Fiquei bem curiosa para saber quem foi o responsável pelo assassinato da mãe de Meg, será que foi mesmo o pai?!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Adorei sua resenha. Eu li esse livro e li várias resenhas de alguns leitores que não gostaram do final. Eu já achei toda história diferente em suas reviravoltas e o final nada previsível. Né?
    ha ha e já gostei pq tinha um blogueiro rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem? Desde que esse livro foi lançado eu ouço falar muito bem dele nos blogs e canais literários, mas não sou fã de suspense então mesmo com uma premissa interessante, eu não senti vontade de ler ainda.

    ResponderExcluir
  8. Eu tô doida pra ler esse livro desde que o vi no Skoob, Gabi! Imagino que ele envolva uma série de problemáticas que vão além desse mistério envolvendo o assassinato da mãe e esse perigo iminente oferecido pelo pai. Envolvimento com o professor e grávida aos 17 anos é pesado. Fiquei (ainda mais) curiosa pra saber como isso tudo acontece e é desenvolvido.

    ResponderExcluir
  9. Bom, não é um gênero que estou habituada, mas essa premissa me deixou bastante curiosa.
    Sua resenha ficou muito boa!!!
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oii,

    Confesso que não tinha me interessado por esse livro, até ler a sua resenha e fiquei bem supresa com a história e estou bem curiosa para ler o desfecho. Parece ser uma história e tanto.

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu estava muito empolgada para ler esse livro, mas por conta de algumas resenhas negativas, eu acabei desanimando. Gostei da sua resenha e do que escreveu sobre o livor, porque a premissa é mesmo interessante. Saber que o livro é curto e ainda sim bem desenvolvido é um ponto positivo para eu dar uma chance a leitura. O jeito é ler e descobrir por mim mesma se vou curtir ou não.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura || Participe do top comentarista e concorra por um livro a sua escolha.

    ResponderExcluir
  12. mulher eu li esse livro e amei ele sabe? esse autor tem uma escrita mega envolvente, não tenho mais ele comigo porque doei mas olha uma leitura ótima.

    ResponderExcluir
  13. Ana, esse não é meu estilo de livro porque não curto mistério, mas devo dizer que esse negócio de ficar intercalando os pontos de vista me agrada.
    Talvez eu desse uma chance só por isso.

    ResponderExcluir
  14. A melhor parte da sua resenha foi quando disse que o livro é narrado em terceira pessoa com os pontos de vista da personagem, não é o tipo de livro que costumo lê, mas a premissa e sua resenha me convenceram.

    ResponderExcluir
  15. Oi Ana,
    Tenho curiosidade de conhecer esse livro é a maneira que a narrativa se desenvolve nele. Adorei seus pontos e observações, me deixaram ainda mais curiosa.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©