5.10.16

Resenha | O Coração da Esfinge

5.10.16
Recebido em parceria com a Editora Arqueiro

O Coração da Esfinge é o segundo livro da trilogia Deuses do Egito. Aqui continuamos com a história de Lily Young e seu amor divino Amon.

O livro começa mais ou menos de onde paramos no primeiro O Despertar do Príncipe. Amon está preso no mundo dos mortos e a única que é capaz de ajudar é Lily, pela ligação que existe entre eles, feita por Amon no último livro. Anubis vai atrás da jovem pra que ela possa resgatar Amon e pra isso, ela deve se tornar uma Esfinge.

Não vou falar mais porque acabaria com a graça da leitura.

"O desejo que vocês sentem um pelo outro é... - ele parou e inclinou a cabeça - ... é inebriante, viciante. Um elixir com força suficiente para tentar até mesmo um deus." - p. 39

O Coração da Esfinge

Enfim, a ideia de transformar Lily em uma Esfinge é bem interessante, a forma como isso acontece também. Nisso vamos conhecer Tia. O problema dessa parte foi que com isso, todos os deuses se sentiam atraídos por Lily e ela parecia uma leoa no cio. Foi bem chato. 

"Não se esqueça, Lily, o sol sempre leva à vida. Ver o nascer do sol é abraçar a vida. O pôr do sol é onde você vai encontrar a morte." - p. 50

Nesse livro temos uma maior aparição de inúmeros deuses que foram somente citados no outro livro, mas ironicamente, os personagens que a gente já conhecem aparecem pouco, com exceção, claro, de Lily. O que tornou a leitura bem arrastada pra mim, a moça aqui perdeu as suas melhores características, ficou fraca.

 "A senhora subestima a curiosidade dos mortais. Existem aqueles de nós que buscam mais que tesouros." - p. 64

O Coração da Esfinge

A narrativa é feita na primeira pessoa pelo ponto de vista de Lily e eu acho que pelas coisas que citei acima, não foi uma leitura tão boa. Ao mesmo tempo que acontece tudo também acontece nada, o fato de Amon ser quase um visitante nesse segundo volume me deixou bem chateada. Acho que a autora poderia ter desenvolvido ele melhor e tornado as reviravoltas mais emocionantes. 

"Se fracassarmos, pelo menos lutamos para nos livrar das amarras que nos foram impostas. Ninguém pode nos censurar pela tentativa que fizemos de nos tornarmos algo mais." - p. 87

Coração da Esfinge não foi tão bom quanto O Despertar do Príncipe pra mim, mas pretendo saber o que vai acontecer no último volume. 

Melhora isso aí, Colleen Houck.

"Às vezes são necessários sacrifícios e precisamos abrir mão da coisa que mais desejamos no mundo para que os outros viver contentes e felizes." - p. 143


17 comentários:

  1. Tenho o primeiro livro e quero muito o segundo, apesar de as criticas dizerem que ele não é tão bom quanto o primeiro.

    ótima resenha, obrigada!
    umanerdliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gente, eu adoro coisas com temática egípcia. Já quero todos.

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem? Eu já ouvi falar muito nesses livros, mas ainda não li nenhum. Tenho uma lista de "à comprar " enorme quem sabe na próxima. Só leio comentários positivos então acredito que a compra valha a pena ;) Bjs http://www.facesemlivros.com/

    ResponderExcluir
  4. Sempre que vejo esse livro no catálogo da Arqueiro fico me perguntando "será que peço, será que não peço"! Sempre estou muito curioso para saber como é a história. Que pena que sua leitura não foi boa que nem você disse, mas o importante é desfrutar da leitura e adquirir novos conhecimentos.

    Ótima resenha.
    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nada da Collen. A série do Tigre parece interessante, mas dizem que a personagem é muito mimizenta. O tema da trilogia Deuses do Egito me atrai. Normalmente, o segundo livro de uma trilogia é o pior por ser uma preparação para o último. Vou ler as duas séries provavelmente.
    Muito boa a resenha.
    Beijos,
    André, do Garotos Perdidos
    www.garotosperdidos.co.

    ResponderExcluir
  6. A resenha ficou excelente, muito boa mesmo, mas infelizmente não me intersso muito por Egito, então vou passar a dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi!!
    Essa leitura não é para mim. Comecei a leitura de O despertar do príncipe e acabei abandonando, achei cansativo, não me conquistou e uma amiga ler o primeiro e a continuação e não gostou das atitudes da protagonista e pelo visto é isso que não está agradando muitos leitores.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Acho que não ia gostar da leitura.
    E lendo sua resenha, não mesmo! rs
    Então, valeu pela resenha e dica.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Sou extremamente apaixonada pela capa de ambos os livros!! São lindos demais!
    A premissa da obra me chama muito a atenção pelo fato de abordar mitologia egípcia que gosto muito. Fiquei um pouco triste por saber que Lily perde um pouco suas características e que alguns personagens praticamente não aparecem, tornando a leitura arrastada. Mas por ser curiosa, acredito que faria como você e leria o terceiro volume para saber o que acontece.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Esse gênero não me atrai muito, porém tenho visto muitas resenhas posstivas a respeito desses dois. Assim que tiver a oportunidade, vou lê-los.
    Beijos

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Já tive "A Maldição do Tigre" quase completa, mas passei adiante. Não consigo curtir essa saga, apesar de achar a autora sensacional. Beijos!

    Carolina Gama

    ResponderExcluir
  12. Já li algumas resenhas da série e simplesmente me apaixonei por ela, todo esse desenvolvimento em torno da cultura egipicia é encantador. Conhecer os deuses e o s personagens estarem diretamente ligados a isso é algo forte do enredo.

    ResponderExcluir
  13. Oie!!!
    Ainda não li nada da Colleen, apesar de sempre ver comentários superpositivos quanto a sua escrita. Eu até tinha vontade de ler essa série (acho o máximo essas capas), mas acabei desistindo, porque percebi que o segundo volume não agradou completamente a maioria dos leitores. Talvez futuramente eu acabe lendo....

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oie
    não é um gênero que curto ou procuro no momento mas mesmo assim parece ser uma leitura legal para quem curte séries e esse enredos mais fantasioso, bem legal a resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Ainda não li, mas que pena que a personagem fica mais fraca e tal, acho ruim quando mudam assim o personagem.
    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  16. Eu e a Colleen Houck temos um caso de amor e ódio, mas estou danod uma nova chance começando essa série... dái leio sua resenha e fico com o pé atrás de novo hahahah. Acho que pelos pontos que vc disse, talvez eu vá me estressar um cadinho rs

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Concordo com você, esse livro não foi tão bom quanto o primeiro. Mas ainda sim eu o amei.
    Não me incomodei com a mudança da personalidade da Lily, afinal de contas, eu já esperava por toda a questão com a Tia e tudo mais.
    Quanto as reviravoltas, para mim foram bem inesperadas (sim, estou falando sobre a fadinha).
    Enfim, ótima resenha.

    Beijos
    http://www.mundoinvertido.com/

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©