2.11.16

Resenha | Magônia

2.11.16
Recebido em parceria com a Galera Record


Magônia conta a história de Aza Ray Boyle, uma garota de quase 16 anos que tem uma doença tão rara que foi nomeada por ela, esse problema de saúde faz com que respirar seja uma tarefa muito difícil pra menina. Nenhum médico consegue descobrir o que a menina tem. Sua mãe, que trabalha em um laboratório, trabalha desde sempre em um medicamento que cure sua filha.

Aza tem Jason, seu melhor e único amigo, basicamente. Os dois tem uma amizade muito bonita, um laço muito forte. Ele é uma enciclopédia ambulante, sabe de tudo e secretamente tenta encontrar uma forma de ajudar Aza.

Em uma de suas crises respiratórias, Aza acaba indo pra outro mundo: Magônia, lá Aza deixa de ser uma menina doente e passa a ser alguém muito importante.

Ela chegou num péssimo momento, ou no melhor. Depende do ponto de vista.
"Sim, sei que não pareço bem. Não, não precisa se preocupar. Sei que queria poder ajudar. Você não pode. Sei que provavelmente é uma boa pessoa, mas... a verdade? Tudo sobre o que quero conversar com estranhos é qualquer coisa menos sobre essa coisa [a doença]."- p. 13



Magônia
Magônia


Bom, queria dizer que li esse livro em poucas horas. Foi uma leitura MUITO cativante, todos os personagens são bem trabalhados e dá gosto de ler essa fantasia. A autora foi muito feliz na construção do universo que ela nos apresenta com muita destreza de forma rápida, mas ao mesmo tempo muito compreensível. 
"Eles destroem intencionalmente a própria terra em que vivem e, ao fazê-lo, destroem a todos nós." - p.191

A narrativa é feita na primeira pessoa e temos dois pontos de vista sendo intercalados, o de Aza e o de Jason. A história tem um tom crítico em relação a proteção do meio ambiente e mostra de forma muito bonita e metafórica o quão importante a amizade é. O quanto ter uma casa é importante. A finalização ao mesmo tempo que foi o que eu desejava, me surpreendeu. Mais um ponto pra Maria Dahvana.

Uma escrita muito mágica e gostosa de ser lida.

Magônia entrou na minha lista de favoritos. 

"Laços partidos são coisas sérias. Às vezes, a morte não os faz sumir. Alimente a vela." - p. 154




Um comentário:

  1. Não li esse livro ainda, mas vejo tantas resenhas falando tão bem que me apaixono cada dia mais. E essa capa.. como não se apaixonar né?!!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©