6.1.17

Resenha | Dartana

6.1.17


Dartana é um planeta amaldiçoado. Todo o seu povo não consegue reter nenhum tipo de conhecimento, durante a noite, qualquer coisa que eles tenham aprendido simplesmente some das suas mentes. Existe uma forma dessa maldição se extinguir da população, no Combateon onde deuses lutam – e ganham - por eles que vivem em Dartana.

A narrativa é feita por várias pessoa no livro, mas duas se destacam. Jeliath que é um construtor e consegue manter uma pequena linha de raciocínio pra contabilizar gado e Dabbyne que tenta provar pro namorado que o tal deus que vai salvar todos é realmente real, pois a maior parte do povo não tem mais fé na quebra da maldição. 
 
"Durava um segundo. Sua pele se arrepiava inteira quando ele percebia que tinha algo se desvendando nos meandros da mente e então, como uma brasa fraca, a imagem da ideia se apagava, sendo-lhe roubada." - p. 11
 
Um detalhe importante pra existirem pessoas que duvidam desse deus é que de tempos em tempos ele “nasce” pra ir lutar por Dartana, mas antes disso, algumas feiticeiras vem ao povo pra escolher algumas pessoas dele pra serem parte dos “guerreiros” desse Deus, o grande problema é que nenhum dos que foram lutar no Combateon voltaram deixando famílias órfãs de suas presenças. Temos um núcleo na Terra com Glaucia e Doralice. Tia e sobrinha, elas são peça chave na história e imagina uma CRIANÇA que é o espelho pra uma deusa da GUERRA.
 


O livro é ENORME e muito denso. O universo criado pelo autor é bem desenvolvido e apresentado, só tive problemas às vezes com o fato de em determinados momentos a escrita ser meio “parada”. Foi um livro complicado de ler pelo tamanho que é um tanto assustador, mas vale bastante a pena tentar conferir essa história que não contém vampiros haha. Os vários pontos de vista me confundiram um pouco no início e temos muitos nomes meio estranhos para guardar, mas isso é mero detalhe no universo de Dartana. Você fica curioso pra saber como vai se dar esse batalha entre deuses e se Dartana finalmente vai adquirir o conhecimento que tanto deseja.

"As feiticeiras diziam que havia forças no universo que queriam que as coisas fossem assim." - p. 64

Um comentário:

  1. Oi, Gabi! Tudo bom?
    Ai que saudades de passar aqui no seu blog, está tudo lindo! Ah, esse livro tem uma capa bem bonita, tinha visto ele nos lançamentos e me encantei pela sinopse, parece ser interessante, porém ainda não sei direito, pois eu não sou tão fã assim de narrativas com várias pessoas, sempre acabo me confundindo de quem é quem HAUAHUAHAUAH ~ASSIM COMO ACONTECEU COM VOCÊ~ bom, vou ver se dou uma chance! Achei maravilhosa essas fotos!

    Beijos,
    Lu | justificou.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©