9.2.17

Cronicando | Favor se retirar

9.2.17
Foto por Rona Keller


Tem gente que cria laço na gente
entra sem pedir permissão e
causa pane geral.


Tem outros que aparecem 
de vez em quando,
a bagunça poderia ser controlada facilmente
mas não costuma ser assim.


Também tem uns que aparecem pouquinho,
mas sabem marcar,
engano seu achar que vai ser
fácil limpar.


Seria mais prático
entrar num acordo
só aparece ser for ficar
para ajudar a limpar depois.


Bagunça de um é
tranquilo arrumar
o problema é um ter que
ajeitar a confusão de dois.


Matemática simples de assistir,
mas não de resolver.


é só não ousar entrar


se não pretende permanecer
favor se retirar.

18 comentários:

  1. Olá Ana Gabriela, como vai?
    Você tem toda razão esse texto representa muito a mim,tem pessoas que nos marcam de diferentes formas e seria muito maravilhoso se pudéssemos evitar algumas tristezas e confusões mas nem sempre é possível né?!
    Amei seu blog e essa postagem. Obrigada por compartilhá-la.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/2017/02/projetos-projeto-hogwarts-clube-do-livro.html

    ResponderExcluir
  2. Gostei. Talvez eu adote isso para a vida.
    Mas sigo pensando que antes de deixar o convidado (ou intruso) sujar a sala com o barro do sapato, é melhor colocar um tapetinho na porta. Diminui um pouco a dor de cabeça. haha

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana, perfeito essa poesia, e me identifiquei com todas as palavras, sempre penso assim com relação as pessoas. Adorei. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana, tudo bem?

    Muito bonito o texto, essa poesia. De fato tem pessoas que entram em nossa vida e nos conquistam rapidamente, outras aparecem para causar problemas, mas a vida é assim e precisamos aproveitar e viver, criar amizades, valorizar as pessoas que nos amam e amar mais!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  5. Olá, achei bem bacana esse seu texto e é a mais pura verdade, algumas pessoas entram em nossas vidas sem pedir permissão e bagunçam com tudo. Ótimo quando elas ficam, mas se forem embora, a bagunça é ainda pior e ter que arrumar sozinho a bagunça de dois não é legal.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana!
    Me identifiquei tanto com o que escreveu! Mas fiquei pensando... Tem pessoas que não deveriam mesmo chegar se não pretendem ficar, mas tem outras que valem a bagunça pra arrumar depois. Rs!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Adorei o texto!! Acho que as pessoas deveriam refletir muito sobre isso.
    Algumas pessoas entram na nossa vida, fazem a maior bagunça e depois vão embora, sem pensar no estrago que fizeram. Quem dera só aparecesse quem realmente deseja ficar.
    Parabéns pelo texto!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Ameeeeeei
    Você que escreveu? Se foi você possui um talendo com as palavras, parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    De uma forma ou de outra, pelo seu texto, a maioria sempre vai partir, e de fato, a vida é assim.

    Beijo.
    Ana.

    ResponderExcluir
  10. Falou pouco e bonito. Senão for para somar, é melhor mesmo deixar partir. Amor só é amor quando vivido em dois.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oii Ana, tudo bom? Ameei sua crônica! Simples, bonita, delicada, mas decisiva. Eu adorei! Você escreve super bem :D
    Super beijo!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ana, tudo bem?

    Nossa, que saudade de entrar aqui! ^^
    Saudade de ler seus textos, também!

    Só posso dizer que me identifiquei horrores com esse poema, acho que pesa bastante deixarmos as pessoas irem ficando e ficando, sem nos dar conta que não agregam nada. Infelizmente, tive várias relações tóxicas nos últimos anos, com pessoas que mal ficaram, mas que conseguiram me ferrar bonito. Acho muito pertinente lermos textos com essas temáticas, porque é uma forma de dizermos, também, que nossa saúde mental é importante e que não podemos aceitar todos, só porque, a princípio, parece bom.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? Ótimo poesia. Confesso que não sou fã mas adorei essa! E ela traz nossa realidade. Gostei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Serie mais fácil se quem entra também arrumasse a bagunça quando sai, mas acho que a vida perderia a graça. Acho que somos feitos de bagunça, de pedacinhos de todos que passam por nossas vidas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Ana, gostei muito da sua crônica.
    Achei o tema bem relação do dia a dia.
    Você escreve muito bem.

    ResponderExcluir
  16. Olá!!! Muito bonito, parabéns !!!
    Ótimo você compartilhar aqui no blog
    vou continuar acompanhando, bjo

    ResponderExcluir
  17. Oi, Ana ^^
    Que poema fofinho!!
    Realmente, existem tantas pessoas que não param para refletir o modo como tratam algumas pessoas, não percebem que estão fazendo as mesmas se apaixonarem por você. Acredito que tudo existe um limite e há um que separa amizade do flerte pois o flerte te leva a fazer a pessoa invadir o seu coração e transformar você no mundo dela.
    Eu passei por mais de uma situação onde me deixei levar e mesmo tendo a pessoa aberto o coração conscientemente e ter me permitido amar me traiu pois só queria bagunçar o meu ser e desaparecer. :'(
    Acho que as pessoas precisam conversar mais sobre esses momentos para trazer alerta aos amigos que se deixam ser invadidos por essas bagunças que nem pedem licença para entrar.
    Parabéns mais uma vez pelo poema, Ana! Me fez refletir. :)
    Bjs

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose - 2016

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©