11.1.18

Resenha | Romance Entre Rendas

REcebido em parceria com a Arqueiro



E chegamos ao fim da série As Modistas, e sinceramente, esse não era o livro que eu esperava pra encerrar. Tive altos e baixos com a série, gostei muito do primeiro livro, o que me fez continuar as leituras. O segundo não foi lá uma grande história, mas ainda assim, foi bom. O terceiro deixou muito a desejar, e o quarto... 


Vamos falar um pouco da história. Vocês lembram da Lady Clara? Sim, a que as nossas irmãs Noirot fizeram uma mudança radical no estilo, ela mesma! Pois é, ela é a protagonista desse quarto livro, então, saem as Modistas do foco e entra uma das secundárias dos outros, ou seja, esse livro é uma espécie de extra. Leiam as resenhas dos três primeiros volumes aqui (livro 1 | livro 2 | livro 3).


Clara é muito bonita, algo que é citado nos outros livros, e claro, dona de um estilo incrível. Ela adora recusar pedidos de casamento indesejáveis, já que os rapazes só querem um troféu pra exibir por aí, bem no estilo “olha só esse peixe que eu pesquei”, mas ela não quer nada disso. Ela quer um casamento de verdade. Então por enquanto ela vai fugindo desses pedidos e buscando fazer algo da vida dela. 


Em determinado momento da história, Clara precisa da ajuda de um advogado, pois precisa acertar a situação das meninas da Sociedade das Costureiras para a Educação de Mulheres desafortunadas e ela conhece o Corvo. Mas na verdade, Radford (o Corvo) é um amigo do irmão de Clara, meio que eles já tinham se visto. Radford é apresentado como Corvo porque na época que estudava em Eton preferia ler a ficar com os garotos da sua idade.






Depois de anos os dois se encontram e aí começa a velha história de um romance de época. O Corvo tem um jeito de querer muito separar seu lado emocional e racional dentro da história, apesar de ser muito inteligente, ele faz um trabalho meio trágico nessa área e é engraçadinho ter esse elemento na narrativa. 


Eu não gosto da Clara, não gostava dela nos outros livros e nesse volume com ela de principal (fui pega de surpresa, mania de não ler muito a sinopse de alguns livros) foi mais difícil ainda de conseguir entrar na narrativa, feita na terceira pessoa. Achei ela um tanto tediosa como “heroína” e o Corvo também não foi lá o melhor personagem masculino que eu já li. Algumas partes eram extremamente forçadas, a história parece mal desenvolvida e foi complicado ser cativada pelos personagens/história. Cheguei no sétimo capítulo me arrastando dentro da narrativa, e dali fui empurrando com a barriga, pulando alguns capítulos ali ou lendo bem por cima. Demorei muito pra conseguir “terminar” a leitura, então digamos que eu tenha abandonado a história. Só tentei saber basicamente o que acontecia pra chegar no final e saber como se encerraria a série. 


Minha resenha e opinião com certeza foge completamente das outras pessoas que leram o livro porque a maioria gostou muito desse volume, mas infelizmente, não foi o meu caso. Mas como sempre eu faço, vou deixar o link de uma resenha positiva pra vocês não se prenderem a minha opinião.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Muito obrigada pela visita e volte sempre <3

Bela Psicose • 2014 - 2018 Feito com ♥ por Lariz Santana